Por trás do sucesso do Super Bowl:

Por trás do sucesso do Super Bowl:

O que faz artistas como Rihanna se apresentarem de graça?

Média De Revisões

Descrição

Rihanna durante show do intervalo no Superbowl — Foto: Mark J. Rebilas/USA TODAY Sports

Rihanna durante show do intervalo no Superbowl — Foto: Mark J. Rebilas/USA TODAY Sports 

Desde 1991, o show de intervalo do Super Bowl, a final da Liga de Futebol Americano (NFL), tornou-se um dos momentos mais esperados por fãs de música em todo o mundo. Artistas de renome internacional como Michael Jackson, Beyoncé, Lady Gaga, Madonna, The Weeknd, Jennifer Lopez e Shakira já se apresentaram nesse palco grandioso. Eles investem milhões de dólares em seus próprios shows, mas não recebem um centavo em cachê. Por quê?

Rihanna no Super Bowl 2023: "Quando você vira mãe, você sente que pode fazer tudo"

Desde Michael Jackson em 1993 até Rihanna em 2022, o show de intervalo do Super Bowl tornou-se um dos maiores palcos musicais do mundo. Mas, por que alguns dos artistas mais renomados do mundo, como Rihanna, Jennifer Lopez, Shakira, e Justin Timberlake, escolhem se apresentar gratuitamente no evento esportivo mais assistido do planeta?

A resposta é o “efeito Super Bowl”, que eleva a carreira dos artistas a novos patamares. Com 200 milhões de espectadores em todo o mundo, o Super Bowl oferece exposição global sem precedentes para os artistas, e os benefícios financeiros e de reputação são enormes.

Não é à toa que alguns artistas escolhem gastar milhões de dólares de seus próprios bolsos para bancar a produção do evento, sem cobrar um centavo de cachê.

‘Efeito Super Bowl’

O rapper Snoop Dogg se apresenta durante o intervalo do Super Bowl em 2022 — Foto: Mark J. Rebilas-USA TODAY Sports

O rapper Snoop Dogg se apresenta durante o intervalo do Super Bowl em 2022 — Foto: Mark J. Rebilas-USA TODAY Sports 

O show de intervalo do Super Bowl é um trampolim para o sucesso global, e os números impressionam. Depois de se apresentar no Super Bowl em 2004, Justin Timberlake viu um aumento de 534% nas vendas de suas músicas. Em 2019, o cachê do rapper Travis Scott saltou de US$ 500 mil para US$ 1 milhão após seu show no intervalo.

E não é apenas o cachê que aumenta. Jennifer Lopez e Shakira ganharam 3 milhões de seguidores nas redes sociais após sua apresentação em 2020, e o cantor The Weeknd vendeu 1 milhão de ingressos para shows apenas uma semana após sua apresentação no Super Bowl em 2021. 

Rihanna, a cantora de sucesso, revelou que a maternidade a tornou ainda mais forte e determinada a alcançar grandes feitos, especialmente para demonstrar essa capacidade ao seu filho. Ela é mãe de um menino de oito meses com o rapper americano A$AP Rocky e agora está grávida do segundo filho. “Quando você sente que pode conquistar o mundo, você pode fazer qualquer coisa”, disse Rihanna. “O Super Bowl é um dos maiores palcos do mundo, e embora eu não tenha subido ao palco em sete anos, sinto que é um desafio emocionante. É importante para mim realizá-lo este ano para representar a minha comunidade e para que meu filho possa testemunhar esse momento único e especial.”

Rihanna posta vídeo do filho pela primeira vez em rede social — Foto: Reprodução/TikTok

Rihanna posta vídeo do filho pela primeira vez em rede social — Foto: Reprodução/TikTok 

Exposição

O Super Bowl é assistido por cerca de 200 milhões de pessoas em todo o mundo, atraindo grande atenção da mídia. O evento é conhecido por seus comerciais criativos e caros, que custam cerca de US$ 7 milhões (R$ 36 milhões) por um intervalo de apenas 30 segundos. No entanto, para os artistas, a exposição compensa o “sacrifício” de se apresentar de graça.

De acordo com a StubHub, a apresentação no Super Bowl geralmente resulta em um aumento de 50% nas pesquisas por ingressos para shows dos artistas. Além disso, eles veem um grande aumento nas vendas de música e álbuns, como foi o caso de Justin Timberlake, que obteve um aumento de 534% nas vendas após a apresentação de 2004, e The Weeknd, que vendeu 1 milhão de ingressos para shows uma semana após a apresentação no Super Bowl em 2021. Os Rolling Stones estabeleceram um recorde de US$ 558 milhões em receita para sua turnê após o show do intervalo de 2006.

Mas a influência do Super Bowl não acaba por aí. O evento pode até ajudar os artistas a planejar suas turnês futuras. Em 2006, os Rolling Stones estabeleceram um recorde de US$ 558 milhões em receita para sua turnê após o show do intervalo, enquanto os artistas geralmente veem um aumento de 50% nas pesquisas por ingressos após se apresentarem no Super Bowl, de acordo com a StubHub, uma empresa de compra e venda de ingressos.

Shakira e Jennifer Lopez no Super Bowl 2020 — Foto: Mike Blake / Reuters

Shakira e Jennifer Lopez no Super Bowl 2020 — Foto: Mike Blake / Reuters 

The Weeknd durante show do Super Bowl em Tampa, na Flórida — Foto: Getty Images via AFP

The Weeknd durante show do Super Bowl em Tampa, na Flórida — Foto: Getty Images via AFP 

Protesto

Embora os artistas possam claramente se beneficiar do show do intervalo do Super Bowl, nem todos os participantes desfrutam dos mesmos benefícios. Rihanna, que se destacou com um traje vermelho deslumbrante, apresentou-se com centenas de dançarinos profissionais vestidos de branco.

No entanto, anteriormente, a NFL exigia que os dançarinos se apresentassem sem remuneração no show do intervalo do Super Bowl. Eles eram obrigados a participar de 72 horas de ensaios nos nove dias antes do jogo. Em meio a críticas, a NFL recentemente decidiu pagar aos dançarinos profissionais cerca de US$ 15 por hora, após a divulgação de um contrato viral no ano passado.

Assista ao show

Vídeos

Categorias

Estatísticas

12
0 Classificação
0 Favoritos
Compartilhar

Autor do Anúncio

Quer Destacar seu Anúncio?

É este o seu negócio?

Destaque seu Anúncio (ele será aprovado pela nossa equipe e terá veracidade nos dados)